Perfil de Investidores
|
|
Login: Senha:
Empresas pesquisadas
Porque assinar
O que é Mkt. Cultural
50 Dicas de Mkt. Cultural
Dúvidas Frequentes
Cultura em números
Contato
Expediente
Regras Básicas de Captação
Sugira uma Pauta


Orientações e manuais

O Ministério da Cultura publicou em junho/13 nova Instrução Normativa que fez diversas modificações em relação à IN anterior. Disponibilizou também vários Manuais de orientação quanto a formulação e encaminhamento de projetos ao MinC com vistas à lei Rouanet, questões administrativas, prorrogação, entre outros.

Conheça a Instrução Normativa e os Manuais disponíveis.









Home > Sumario
Sumário

   Captação

A revista Marketing Cultural Online publica nesta edição uma série de matérias sobre o tema captação de recursos, seguramente a etapa mais difícil para quem tem um projeto cultural ou social. O que procuramos aqui é oferecer ao assinante informações básicas sobre como devem ser criados projetos com chances de captação, que cuidados se deve ter ao procurar financiamento no exterior, quem está oferecendo oportunidade no momento e uma lista de empresas e ONGs que têm em seu foco o apoio a iniciativas que envolvam cultura. Anexamos arquivos ilustrativos que podem facilitar o entendimento para todos aqueles que desejam alcançar seus objetivos

Questões básicas
A possibilidade de se obter financiamento lá fora existe, dependendo dos objetivos ou projetos da entidade proponente. Mas, tal como aqui, a dificuldade pode ser maior ou menor e a diferença, na maior parte dos casos, estará na observância de certas regras básicas de entendimento ou formatação da proposta. Para isso preparamos um roteiro simples com questões que não podem faltar na sua proposta, o que deve ser evitado e que perguntas devem ser feitas a si mesmo antes de entrar em contato

Como fazer
Num momento em que a demanda por recursos é muito maior do que a oferta, ter um projeto social bem articulado é fundamental para o sucesso. Para isso o professor Luís Stephanou, sociólogo e assessor para projetos da Fundação Luterana de Diaconia, preparou uma apresentação ilustrativa discorrendo sobre o que são projetos sociais, seus riscos, tendências e desafios, o que eles precisam para ser efetivos, pressupostos, identificação de oportunidades, como se faz a articulação entre os atores, viabilidade, além de discriminar todos os itens que um projeto social deve conter. O trabalho está em arquivo PDF.

Chances abertas
Muitas empresas que investem em cultura aceitam projetos para exame durante todo o período do ano, mas outras delimitam prazos para que eles sejam encaminhados. Uma delas é o Banco do Brasil, que anunciara como data final 30 de abril para receber propostas de interessados, mas prolongou esse prazo para 15 de maio. Organizações sem fins lucrativos também oferecem oportunidades para projetos sociais que tenham algum componente cultural. Conheça algumas dessas oportunidades


Lista de financiadores
Há um universo bem grande de empresas e organizações que tem entre suas metas promover o desenvolvimento humano ou implantação de projetos sociais que englobem cultura. Cada uma dessas entidades possui critérios próprios de seleção, que devem ser bem observados antes de serem procuradas. Publicamos uma lista com empresas e ONGs, nacionais e estrangeiras, que tradicionalmente apóiam projetos que contenham esses componentes. Cada uma delas tem contato indicado.


   Programas
Pontos de Cultura
O Ministério da Cultura lançou novo Edital para instalação de Pontos de Cultura a fim de atender a entidades que cadastrarem projetos com esse fim. O prazo de inscrições, que poderá ser feito através de formulário eletrônico disponível no site do Minc, vai até 3 de junho próximo e estão abertas a organizações sem fins lucrativos. Publicamos nesta edição o Edital, o Manual de Instruções e a íntegra do documento Cultura Viva, importante para se conhecer a intenção do programa.

Ler mais >>

Educação e Cultura
O MinC está desenvolvendo um programa chamado Funarte Educação, que pretende uma integração maior entre educação e cultura, especialmente no que se refere ao acesso de estudantes e professores aos espetáculos artísticos. Números apresentados pela Funarte mostram que há 55 milhões de alunos e 3 milhões de professores no Brasil, mas que 84% dos assentos nos teatros de São Paulo, por exemplo, ficam vazios, sem público, gerando um círculo de dependência de financiamentos e patrocínios para a produção artística.

Ler mais >>


   Pesquisa
As estatais do Rio
O conceito de cultura utilizado pelas grandes empresas estatais do Estado do Rio de Janeiro na seleção dos projetos e patrocínios culturais foi o tema de pesquisa realizada por Taissa do Rocio Bencke Gonçalves para feitura de sua Monografia apresentada ao Curso de Produção Cultural da Universidade do Rio de Janeiro. O que pensam Petrobras, Caixa Econômica, BNDES, entre outros, são mostrados neste trabalho que colheu 15 itens importantes respondidos por executivos das empresas.

Ler mais >>


   Música
Choro de Sampa
A garotada de hoje até sabe cantar os primeiros versos de Carinhoso, mas se alguém perguntar se ela sabe o que é Choro vai ouvir outra coisa como resposta. Para resgatar parte da memória do Choro foi desenvolvido o projeto “Retratos do Choro de São Paulo”, que objetiva levantar e registrar a história desse gênero musical e suas rodas ao longo dos anos na capital paulista. É um trabalho inédito que pretende mergulhar no passado e revelar um elo perdido, um momento importante de nossa história

Ler mais >>


   Leis
Qual é a dúvida?
Um proponente de projeto cultural sofreu indeferimento pela Comissão de Avaliação do Ministério da Cultura por esta entender que o responsável tem ligação com a empresa que gerenciaria o projeto. A Dra. Cristiane Oliveri analisa se a posição do MinC está correta ou não. Uma coordenadora de projeto pode receber Nota Fiscal de sua empresa como pagamento de serviços prestados? Quem possui espaço para realização de eventos culturais pode entrar com projeto para reforma do mesmo utilizando leis de incentivo? Veja respostas para estas e outras questões

Ler mais >>




   Artigo
Outra visão
São 40% da mão-de-obra brasileira se sustentando na informalidade, sem carteira assinada, sem contribuir com Estados, Municípios e União e sem direitos. O produto “pirata” é ruim, faz mal para o País, faz mal para as empresas, faz mal para o desenvolvimento social e humano da maioria dos brasileiros. Mas ele não vai acabar nesse ano, nem no outro e nem no outro, por mais Seminários, “rapas” e campanhas que se façam. Fazer nada também não é solução, mas é preciso que um dia algum governante enxergue o problema com a grandeza e a dimensão que ele merece.

 

Ler mais >>


   Monografia
Banco do Brasil
Como o uso da cultura, via marketing cultural, poderia contribuir para melhoria de imagem e legitimação de valores e ações organizacionais? Este é o tema central do trabalho acadêmico desenvolvido por Alessandra Jardim Perez Casagrande em sua Monografia apresentada como exigência parcial para obtenção do grau de bacharel em Comunicação na Universidade Luterana do Brasil. Ela foi buscar respostas sobre o quanto o marketing cultural poderia contribuir para o alcance de resultados positivos em imagem, legitimação e manifestação da responsabilidade social das organizações que se valem dessa estratégia e utilizou o Banco do Brasil como objeto de estudo.


Ler mais >>


   Plásticas
Cheiro inspirador
Criar obra artística a partir de um aroma especialmente desenvolvido para gerar inspiração foi uma idéia que a Associação Alumni adotou como projeto cultural e social. Doze artistas aceitaram o convite e produziram obras que o aroma exclusivo inspirou. Participaram, entre outros, Alex Atala, (chef), Victor Lema Riqué (vídeo-arte), Isabelle Tuchband (ceramista), Paulo von Poser (artista plástico), Gustavo Rodrigues (designer de jóia), Ignácio de Loyola (literatura), Marcelo Rosenbaum (decoração) e Trípoli (fotógrafo). O resultado foi a leilão e as peças ficarão expostas até 16 de abril.

 

Ler mais >>


   Livro
Pegou o jeito
Não esperem um romance publicado pela Empresa das Artes. Após 18 anos de atuação, a editora pegou o jeito perfeito de casar história, arte, cultura, turismo, meio-ambiente e... patrocinadores, em geral com imposto de Renda a pagar suficiente para investir nos livros e guias que ela edita e abater via Lei Rouanet, embora sempre tenha algum que a dispense. Para Fábio Ávila, diretor-presidente, o principal fator que levou empresas desse porte a continuar investindo no segmento foi a descoberta de que os produtos dessa natureza podem ser uma excelente estratégia comercial. A editora comemora o encerramento do ano de 2004 com faturamento em torno de R$ 8 milhões.

 

Ler mais >>


   Patrocínio
Música contemporânea
A Natura lançou seu programa corporativo de patrocínio chamado Natura Musical. Tem foco na música contemporânea e pretende apoiar projetos que renovem a cultura regional ou nacional com vocação internacional. Serão levados em consideração critérios como adequação ao programa, inclusão cultural, diferenciação, acessibilidade, visibilidade, abrangência, sustentabilidade e viabilidade econômica. O total da verba para esse Edital é de R$ 1 milhão. A receita bruta da Natura em 2004 foi de R$ 2,5 bilhões. Serão aceitos projetos inscritos até 27 de maio.

 

Ler mais >>

Itaú Social
Novos rumos surgiram no programa Rumos do Itaú Cultural. A categoria “Educação, Cultura e Arte” receberá até 22 de junho inscrições de educadores que trabalham com cultura e arte para promover o desenvolvimento humano e a melhor inserção social de crianças e jovens. Serão escolhidos até cinco educadores, que participarão de ações de formação – cursos, workshops e palestras – e de articulação com instituições e profissionais da área. Também serão oferecidos prêmios de R$ 5 mil para o educador e de R$ 10 para a instituição. Até primeiro de junho o Rumos também vai receber inscrições para a categoria “Artes Visuais”, de artistas cuja carreira tenha começado a partir dos anos 90

 

Ler mais >>


   Curso (MATÉRIA ABERTA)
Cinema em Havana
A Escola Internacional de Cinema e TV de San Antonio de los Banos, em Cuba, irá selecionar até cinco estudantes brasileiros que desejem participar de seus cursos de especialização, que se integrarão a um grupo multinacional de 40 estudantes da América Latina, Caribe, Estados Unidos, África e Comunidade Européia. O curso terá inicio em setembro de 2005 e terminará em julho de 2008. A Escola oferece sete especializações - Produção, Roteiro, Direção, Fotografia, Documentário, Som e Edição - e os candidatos devem optar por duas delas.A taxa de inscrição é de R$ 40.


Ler mais >>


   Teatro
Coisa boa, coisa ruim
Enquanto no Rio o presidente da Funarte, Antonio Grassi, anunciava que o governo federal está para lançar um edital de R$ 28 milhões para patrocínio de espetáculos e apoio a companhias de teatro e dança, em São Paulo a cortina pegava fogo por conta da decisão do prefeito José Serra de suspender o Edital da Lei do Fomento ao Teatro para esse ano. Manifestos já estão sendo elaborados, que vão gerar abaixo-assinados e muita discussão para a volta de um programa que não destina muita verba ao setor, mas que de alguma forma tem funcionado.

 

Ler mais >>



Esqueceu sua senha?

ASSINE AQUI
Assine aqui a revista Marketing Cultural Online

Perfil de Investidores


Edições Anteriores
Edição 131
Edição 130
Edição 129



Home | Por que assinar | Expediente | Ajuda | Contato | Anuncie