Perfil de Investidores
|
|
Login: Senha:
Empresas pesquisadas
Porque assinar
O que é Mkt. Cultural
50 Dicas de Mkt. Cultural
Dúvidas Frequentes
Cultura em números
Contato
Expediente
Regras Básicas de Captação
Sugira uma Pauta


Orientações e manuais

O Ministério da Cultura publicou em junho/13 nova Instrução Normativa que fez diversas modificações em relação à IN anterior. Disponibilizou também vários Manuais de orientação quanto a formulação e encaminhamento de projetos ao MinC com vistas à lei Rouanet, questões administrativas, prorrogação, entre outros.

Conheça a Instrução Normativa e os Manuais disponíveis.








 

Edição 129

Examine e acesse, se for assinante, o conteúdo da revista em formato HTML ou PDF através do sumário abaixo:



  Patrocínio

Quem te viu...
Petrobras
Cuidado que ronca
, criação de 20 poemas que virarão músicas e serão lançados em um livro/cd no ano de 2012 (é isso mesmo), foi o único projeto patrocinado pela Petrobras até agora em 2015. Valor: R$ 21 mil. Empresa afirma que investiu mais de R$ 100 milhões por ano, em 2013 e 2014, mas dados do MinC apontam apenas R$ 21 milhões via lei Rouanet. Como afirma que usou em torno de R$ 25 milhões em programas via ICMS, todo o restante deve ter sido aplicado diretamente sem edital público. Conheça direito a história e quem já tomou a frente nesse ranking do qual a estatal foi líder por cerca de 20 anos.

Ler mais >>



Aproveite e confira o perfil de 650 empresas que patrocinam cultura utilizando lei federal de incentivo. É um trabalho exclusivo para assinantes. Incluímos no Perfil não somente companhias que estão no ranking de maiores investidores, mas também aquelas que já fizeram parte do ranking e que, momentaneamente, aplicaram valores menores do que em anos anteriores ou nem aplicaram. Dezenas de empresas são estreantes no Perfil, que inclui itens como Razão Social, Lucro Líquido, Critérios para incentivo, Endereço e contato, Como enviar Projeto, entre outros. O assinante poderá utilizar campo de busca para pesquisar quais empresas patrocinaram um determinado segmento cultural, além de poder busca-las por ordem alfabética, valor investido ou unidade da Federação. Outro campo permite pesquisar empresa patrocinadora por área de atuação, que pode ser escolhido entre Indústria, Comércio ou Serviço.

Para ir à página do Perfil dos Patrocinadores acesse por Aqui


 Patrocínio
Feliz convergência
A junção de dois nomes – Dunlop e Ayrton Senna – surgiu de uma feliz convergência. A agência que atende a companhia levou a proposta da exposição Senna Emotion para o diretor sênior de Marketing e Vendas da Dunlop, que naquele momento estava buscando algo que lhe ajudasse na estratégia de um maior relacionamento da empresa com seu público e lojistas. E a ação era perfeita, sob todos os pontos-de-vista, já que ela há pouco terminou de instalar fábrica no Brasil. O piloto e a marca já haviam se encontrado muitos anos antes. Foi patrocínio certo.

Ler mais >>

Pneu Dunlop
Dunlop e Dumont
Uma curiosa coincidência também une as histórias de John Boyd Dunlop e outro piloto brasileiro – o aviador Alberto Santos Dumont. Em 1887 o escocês olhou o filho trepidando em um triciclo de madeira e teve a ideia de utilizar borracha nas bordas das rodas. Criou, assim, o pneumático, mas o que aconteceu depois é muito semelhante ao que ocorreu, também, a Alberto Santos Dumont. Conheça como foi a história de quem mostrou que não basta inventar: é necessário pôr em prática.

Ler mais >>

John Boyd Dunlop

Pesquisas mandam

Não são apenas produtores que devem buscar perfil de empresas adequadas ao seu projeto cultural. Empresas, muitas vezes, necessitam de experiências anteriores para descobrir o melhor caminho para seu patrocínio à cultura. Uma empresa de tecnologia, que tem por hábito patrocinar um projeto por ano, passou a ver o teatro como segmento favorito após pesquisas qualitativas. Saiba o que ela escolheu para 2015.

Ler mais >>


220 Volts
Revelando o processo
A Accesstage já fez experiências com música erudita, música popular, mas fixou-se em teatro. Economista com MBA em Finanças Corporativas (PUC-RJ) e duas especializações em Marketing (FGV-SP), Peterson Pais, gerente de Marketing e Canais da Accesstage, explica em entrevista à Marketing Cultural como é o processo da empresa para se definir patrocínio.

Ler mais >>

flip

  Mercado
O que elas querem?
Exatos 362 empresas fizeram uso da lei municipal de cultura do Rio de Janeiro em 2015 para apoiar projetos culturais, que podem ter aportado ao cofre da cidade cerca de R$ 130 milhões, segundo a própria Secretaria do setor. Mas que perfil de projetos elas buscaram? Rápida pesquisa da Marketing Cultural com algumas delas mostra que o que elas mais desejam é aliar sua marca a projetos de grande propagação sociocultural. Conheça quais são essas empresas e o que seus assessores ou diretores afirmam.

Ler mais >>


  Música
Renascer de um canal
Pense num lugar onde os amantes ou profissionais da música poderão encontrar partituras para download, materiais de teoria e história, rede social com ferramentas exclusivas de colaboração; onde professores poderão utilizar materiais para a produção das aulas e os alunos fazer buscas segmentadas para aprimorar seu aprendizado; onde entrevistas com personalidades farão companhia a videoaulas capacitadoras e classificados gratuitos à comunidade. Pensou? Pois ele está perto de acontecer sob o nome de Centro de Referência Virtual em Música no Brasil, mas pode chama-lo de Musiteca.

Ler mais >>

saxofone

Plano de patrocínio
O meio escolhido para viabilizar a Musiteca é o financiamento coletivo. O dinheiro buscado até que não é muito, em torno de R$ 50 mil, mas um minucioso plano de captação foi idealizado para atingir o interessado em usufruir dos benefícios do portal, patrocinadores, atrair parceiros e agradar Vips e plebeus. Thiago Maniglia, gestor que está à frente desse projeto, explica detalhadamente como está montado seu plano para atrair investidores, as estratégias de comunicação e quais as contrapartidas oferecidas.

Ler mais >>
Thiago Maniglia

  Gestão
O que é bom saber
Que obstáculos devem ser ultrapassados para garantir o patrocínio federal num evento cultural? Que exigências os gestores precisam fazer nos editais de concorrências lançados para garantir a execução da política cultural do governo? O que os promotores que obtém esses recursos devem observar na prestação de contas? A solução para essas e outras dúvidas habituais dos candidatos a participar de projetos governamentais de incentivo à cultura estão numa publicação da Controladoria-Geral da União (CGU), que, produziu ferramenta capaz de auxiliar os gestores do MinC na execução dos recursos orçamentários e financeiros. Mas ela serve também para produtores e gestores de editais nos Estados. Conheça detalhes (e a cartilha).

Ler mais >>

  Artigo

Chumbo grosso
Professor associado da Faculdade de Administração e Finanças da UERJ e autor do livro “Marketing Cultural: das práticas à teoria”, Manoel Marcondes Machado Neto entrou na briga sobre a discussão de financiamento público à cultura. Nesse artigo ele não poupa críticas ao Ministério da Cultura (pelo qual nenhum partido política se interessa) e afirma que “Cacá Diegues “choveu no molhado”, dando prosseguimento à querela entre o atual antigestor da Funarte e uma consagrada atriz... ou será que consagrada é a mãe dela, e eu estou confundindo as Fernandas?”. Mas questões polêmicas à parte, há reflexões que valem a pena conhecer.

Ler mais >>


Manoel Marcondes Machado Neto

Esqueceu sua senha?

ASSINE AQUI
Assine aqui a revista Marketing Cultural Online

Perfil de Investidores


Edições Anteriores
Edição 128
Edição 127
Edição 126